Vereador chama Roberto Paulino de traidor e quer a expulsão dele do MDB

O presidente municipal do MDB de João Pessoa, vereador Mikika Leitão, está liderando um pedido de expulsão do militante histórico da legenda, o ex-governador da Paraíba Roberto Paulino, que recentemente foi destituído da vice-presidência estadual do MDB.

Mikika está convocando uma reunião com a executiva estadual a ser realizada na segunda-feira (18) para considerar a expulsão de Paulino.

“Eu não aceito um filiado do partido está votando em um candidato de outro partido”, destacou o vereador indignado com a postura de Roberto Paulino, que apoia a reeleição do governador João Azevêdo (PSB) e não a do partido, com o senador Veneziano Vital do Rêgo, pré-candidato ao governo do Estado.

Para Mikika Leitão, Paulino deveria seguir a linha do partido, “não sendo assim, é um traidor”.Foto: Ascom

Foto: Ascom

“Ele traiu o partido. Cadê o MDB raiz? Raiz é quando você fica com o partido na hora boa ou na ruim. Em cima ou embaixo. Então, nós vamos agora expulsá-lo do partido”, disse.

Mikika explicou ainda que como membro da executiva estadual do MDB está apto para colocar em votação o seu pedido de expulsão e disse ter a certeza que será acatado entre os diretorianos.

Segundo ele, Paulino está traindo a história dele e do próprio partido.

“Se Zé Maranhão fosse vivo, ele iria morrer de novo porque não aceitaria uma traição tão grande como essa. Eu não sei o que se passa na cabeça de Roberto Paulino porque o perfil dele não é esse. O perfil dele era de partidário, era do MDB e de repente trocou o partido por um contracheque do governo e isso é muito feio para todos nós. Estamos muito tristes com ele, por isso vamos pedir a expulsão”, desabafou o vereador.