Sputnik diz que Anvisa “está começando a esclarecer a confusão que criou”

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) apresentou nesta quinta-feira trechos de conversas e acabou agradando os russos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) apresentou nesta quinta-feira trechos de conversas e acabou agradando os russos

Revista Fórum – A conta oficial da vacina Sputnik V no Twitter celebrou na tarde desta quinta-feira (29) a coletiva de imprensa realizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para rebater as acusações feitas pelos representantes do imunizante russo, desenvolvido pelo Centro Gamaleya. Segundo os russos, a Anvisa admitiu que não foram encontrados adenovírus replicantes, alegação que seria alvo de ação judicial.

“Em entrevista coletiva hoje, a Anvisa confirmou que não encontrou nenhum adenovírus replicante (RCA) na Sputnik V, mas se preocupou com o limite regulatório teórico russo para esse parâmetro. Em carta enviada à Anvisa em 26 de março, o Instituto Gamaleya confirma que os controles de qualidade garantem que nenhum RCA esteja presente na Sputnik V”, disse o perfil da vacina.

“Portanto, o RCA não foi detectado na Sputnik V por todos os controles de qualidade, o que corresponde aos padrões mais rígidos, incluindo FDA e outros. Que bom que a Anvisa está começando a esclarecer a confusão que criou”, completou.