Senadores da Paraíba votaram contrários à minirreforma trabalhista rejeitada nesta quarta-feira

O projeto, apoiado pelo Governo Federal, era criticado pela oposição por precarizar as relações trabalhistas.

A votação que derrubou, por 47 a 27 , o Projeto de Lei de Conversão n. 17/2021, apelidado de “Minirreforma Trabalhista”, contou com os votos contrários dos três senadores paraibanos. Daniella Ribeiro (PP), Nilda Gondim (MDB) e Veneziano Vital (MDB) votaram contra a proposta que criaria o Novo Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda.

O projeto, apoiado pelo Governo Federal, era criticado pela oposição por precarizar as relações trabalhistas ao instituir modalidades de trabalho sem vínculo empregatício, férias, FGTS e 13º salário a jovens de 18 a 29 anos.

A proposta ainda previa a contratação de trabalhadores dessa faixa etária com carga horária de 22 horas semanais e salário máximo de R$ 550 mensais. Também tornava permanente a redução da jornada e salário em casos de calamidade.

Fonte: ClickPB