Prefeito Robério Burity, de Ingá, faz resumo da administração durante o ano de 2021: “Foi um ano difícil, mas vencemos os desafios”

O prefeito de Ingá, Roberio Burity (PDT), falou ao Blog do Edil Francis e fez um resumo das principais ações do seu primeiro ano à frente do governo municipal.

Ele explicou que diante do cenário atípico imposto pela pandemia do coronavírus, fez-se necessário um esforço concentrado em setores chaves da economia, com o propósito de viabilizar a gestão como um todo.

A criação de cooperativas de trabalhadores foi a estratégia para impulsionar o funcionamento do comércio, à medida que as restrições foram sendo flexibilizadas.

A cooperativa das costureiras, por exemplo, direciona sua produção para o pólo de comercialização de Santa Cruz do Capibaribe, cuja demanda forçou as profissionais a abrirem um terceiro turno de trabalho, à noite. As cooperativas de material reciclável e de trabalhadores da construção civil também estão em funcionamento.

O prefeito de Ingá citou também a criação do programa Projovem municipal, que mantém uma turma de 40 alunos em plena capacitação, com aulas teóricas e práticas, a partir de uma parceria com o governo do estado e com a Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (FIEP).

“O que faz o jovem caminhar para as drogas, por exemplo, é falta de oportunidades. Em Ingá nós damos essa oportunidade para o jovem se profissionalizar e crescer na vida”, observa.

Roberio Burity também citou investimentos no setor do turismo, com as atenções voltadas para o parque das pedras de Itacoatiara, que deverá receber em breve um restaurante, cujo projeto já existe. O turismo gastronômico, enfatiza o prefeito, mantém estreita relação com o turismo ecológico e o de aventura. Robério propõe uma maior integração entre os municípios da região para esse setor, inclusive com a participação de Campina Grande.

A construção de 60 casas populares foi outra grande conquista do no de 2021, lembra o prefeito de Ingá. O gestor faz questão de agradecer de público ao apoio do deputado estadual João Gonçalves (PDT), bem como ao governador João Azevêdo (Cidadania). As unidades já estão sendo construídas, inclusive oito delas deverão ser entregues ainda em 2021, segundo Roberio. Ele lembra que os contemplados com as casas passaram por rigoroso processo de triagem, para que as unidades habitacionais fossem entregues a quem realmente precisa.

Mas o carro chefe dos investimentos da prefeitura de Ingá está sendo a agricultura. Robério ressalta que é um setor que vinha sendo historicamente negligenciado pelos gestores. A cultura do algodão orgânico é grande destaque. O prefeito lançou mão de buscar parcerias e o município conseguiu iniciar o plantio com uma área de 7,5 hectares de algodão orgânico, o que resultou em um lucro de quase 11 toneladas do produto.

“Os agricultores já estão com seu dinheiro no bolso”, comemorou.

Mas o prefeito anuncia um salto ousado de projeção da produção para 2022. A parceria que envolve a prefeitura, o governo do estado e as cooperativas de agricultores pretende ocupar uma área plantada de 300 hectares no próximo ano. Como se não bastasse, Roberio já anuncia a criação de uma cadeia produtiva do algodão orgânico, com investimentos da ordem de R$ 13 milhões, já assegurados pelo governo da Paraíba. A contrapartida de 10% do montante, também já foi garantida e será ‘bancada’ pelos agricultores cooperados.

A cadeia permitirá o beneficiamento do algodão a partir do plantio até a comercialização final dos produtos, que chegará inclusive ao mercado europeu. Por falar na Europa, o prefeito revelou que o projeto piloto de confecção do famoso ‘labirinto’ de Ingá, a partir do algodão orgânico, será apresentado na Alemanha, neste mês de janeiro.

Por fim, Roberio Burity relembrou a árdua tarefa de enfrentamento e controle da pandemia no município. Ele parabenizou todos os “incansáveis” profissionais da Saúde de Ingá, destacando o nome da secretária Virgínia Leite, que assumiu o posto em caráter interino e empreendeu um modelo de gestão cuja empatia e eficiência fizeram com que ela fosse alçada à condição de titular da pasta. O resultado é que numa população de 20 mil pessoas, apenas 40 óbitos foram registrados no município.

“Estatisticamente o número é pequeno, mas não para as famílias que perderam seus entes queridos. Lamentamos profundamente e nos solidarizamos com todos os familiares das vítimas da doença”, disse.

O prefeito de Ingá informou que em 2022 pretende realizar concurso público, principalmente para o setor de Educação.

Por fim, Roberio agradeceu a Deus pelo ano de trabalho e de vitórias.

“Foi um ano difícil, mas graças primeiramente a Deus, depois à nossa capacidade de trabalhar, conseguimos vencer todos os desafios”, disse.

Ele desejou boas festas a todos os Ingaense e apelou para que continuem tomando os cuidados básicos com a pandemia do coronavírus.

O prefeito disse que “em 2022 Ingá continuará avançando”.

Redação