Prefeito de Ingá agradece ao Senador Veneziano por destinar recursos para construir o Mirante da Cruz do Cruzeiro

Através da sua conta no Instagram, o prefeito do município de Ingá, Robério Burity, agradeceu publicamente ao Senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB), vice-presidente do Senado Federal, por disponibilizar recursos, via emenda parlamentar, para construção do que será o Mirante da Cruz do Cruzeiro.

A Cruz do Cruzeiro está localizado na Serra do Cruzeiro, local onde os fiéis A Serra do Cruzeiro recebeu essa denominação em 1901, quando os católicos ingaenses levaram, até o alto da serra, uma cruz de madeira, em sinal de sua fé.

O prefeito quer transformar o local numa área mais atrativa, com conforto e que possa impulsionar o turismo na região.

Nesta quarta-feira, 7, Robério Burity esteve acompanhando o início da urbanização do acesso à Serra, através do DER que disponibilizou uma máquina D6 para esse serviço: “quero agradecer ao Governador João Azevêdo e ao Secretário Deusdete Filho por atenderem ao nosso pleito”.

Confira o vídeo do prefeito sobre a obra:
https://www.instagram.com/p/CRCeKV9JSxE/

Teresilda Pereira, coordena as ações DER vários municípios, concedeu entrevista ao site e disse que essa obra vai proporcionar melhores dias para a cidade, com a atração de turistas e mais dinheiro para circular na economia local.

MAIS SOBRE A SERRA – A conhecida Serra do Cruzeiro do Ingá, é uma formação geológica, que desde o início da fundação do município serve para identificar o lugar. Hoje, é impossível ao visitante que chega, ou passa no município, não perceber a presença dessa majestosa formação da geografia natural do Ingá.

A Serra do Cruzeiro recebeu essa denominação em 1901, quando os católicos ingaenses, incentivados por Seu Dão, levaram, até o alto da serra, uma cruz de madeira, em sinal de sua fé.

O Cruzeiro é um dos pontos mais altos da cidade, local, onde os fiéis, em sextas feiras santas fazem caminhadas, e lá rezam, pedem graças e pagam penitências.

O que não sabíamos até recentemente sobre a Serra do Cruzeiro, é que ela antes de ser chamada por esse nome, recebia outra denominação – a de MONTE PÃO DE ASSUCAR – como nos mostra o Almanak do estado da Parahyba (1899).

Confira o início das obras: