Paraíba deverá ter pico de internações por Covid-19 no fim de fevereiro e pico de mortes na segunda quinzena de março, diz secretário de Saúde

Desde o início da pandemia até ontem (06), a Paraíba contabiliza 520.609 casos confirmados e 9.805 mortes pela Covid-19.

Mesmo no fim de semana, o número de casos confirmados por Covid-19 e de mortes na Paraíba tem se mantido alto se observado os meses anteriores. Por conta disso, a previsão é que o cenário piore nos próximos dias, pois, de acordo com o secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, o pico de internações está prevista para acontecer no fim deste mês de fevereiro e o pico de mortes, na segunda quinzena de março.

Ao ClickPB, nesta segunda-feira (07), Geraldo Medeiros reforçou que a SES-PB tem alertado desde o fim do ano passado que a Paraíba atingiria picos de internações e de mortes em virtude da Covid-19. Na época, o secretário atribuiu ao aumento de casos, por conta da circulação da variante Ômicron, às aglomerações ocorridas em eventos de fim de ano e no veraneio que fez crescer o número de visitantes nas regiões litorâneas.

“Nós já alertamos desde final de dezembro, início de janeiro de que ocorreria esse pico em fevereiro e março. Nós temos ainda dia 23 de março quando ocorrerão pico de mortes e no final desse mês de fevereiro o pico de pessoas e de internamento hospitalares. Essa é a previsão”, afirmou Medeiros, em conversa com o ClickPB.

Em janeiro foi confirmada a circulação comunitária da Ômicron no Estado. Desde então, os casos só aumentaram. O primeiro caso foi identificado pela variante Ômicron na Paraíba foi de uma jovem de 31 anos, do município de Campina Grande, no Agreste do Estado, que havia chegado de viagem de São Paulo. Ela tomou as duas doses da vacina Pfizer, apresentou sintomas no dia 10 de dezembro de 2021 e fez o exame no Hospital das Clínicas no dia 13 de dezembro de 2021.

Desde o início da pandemia até ontem (06), a Paraíba contabiliza 520.609 casos confirmados e 9.805 mortes pela Covid-19. Até o momento, já foram realizados 1.362.182 testes para diagnóstico da Covid-19. Em relação à ocupação de leitos de UTI (adulto, pediátrico e obstétrico),  em todo estado era de 53%. Por regiões, a Metropolitana de João Pessoa tinha a taxa de 83%; Campina Grande, 42%; e Sertão, 50% dos leitos de UTI para adultos.

Fonte: ClickPB