Operação Salus: Polícia apreende produtos vencidos na Feira Central e em depósito de Campina Grande

Dois comerciantes foram presos em flagrante, na manhã desta terça-feira (26), na Feira Central de Campina Grande, por estar comercializando produtos com validade vencida, além de supostamente estar adulterando a validade de várias quantidades. Esse foi o resultado da segunda fase da Operação Salus, deflagrada em ação conjunta da Delegacia de Repressão aos Entorpecentes de Campina Grande – DRE / CG e Delegacia de Defraudações e Falsificações de Campina Grande – DDF / CG.

“Os dois irmãos são apontados como responsáveis ​​por produtos comerciais com validade vencida, além de adulterar como dados de validade de produtos, danos causados ​​à saúde por populações e foram autuados em flagrante por crimes contra uma relação de consumo e saúde pública ”, Informou o delegado Ramirez São Pedro. Além dos produtos na Feira Central, outra grande quantidade de mercadorias foi apreendida em um depósito.

“Nenhum comércio e também em um depósito de propriedade dos suspeitos foram apreendidos cerca de duas toneladas de produtos alimentares, produtos de limpeza e higiene pessoal, além de álcool líquido, com valores vencidos e consumidos para consumo. O depósito onde os objetos foram encontrados apresenta condições insalubres de armazenamento, com bastante presença de animais transmissíveis de doenças ”, destacado ou delegado.

Os pacotes de cigarros de procedimento ilícito também foram apreendidos e encaminhados posteriormente para a Polícia Federal, que possui atribuições para investigações de crimes de contrabando.

 

“A Operação Salus recebeu esse nome em virtude de abuso de saúde e de saúde para os romanos, e contou com uma participação de 20 policiais civis lotados na 2ª Superintendência Regional e 22ª Delegacia Seccional de Polícia Civil de Campina Grande”, concluiu Ramirez São Pedro.


 

Redação