Nilda Gondim participa de assinatura de Ordem de Serviço para restauração de barragem na Paraíba

A Barragem Engenheiro Ávidos, localizada na fronteira dos municípios de São José de Piranhas e Cajazeiras, no Alto Sertão da Paraíba, passará por um amplo projeto de recuperação e modernização financiado com recursos da ordem de R$ 17,6 milhões provenientes dos cofres da União. O reservatório recebe águas do Eixo Norte do Projeto de Transposição de Águas do Rio São Francisco e, conforme o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), sua recuperação trará eficiência na chegada do recurso hídrico aos Estados da Paraíba e do Rio Grande do Norte.

A Ordem de Serviço para o início das obras foi assinada na terça-feira (11) em solenidade realizada no Ministério do Desenvolvimento Regional. O evento contou com a participação do ministro Rogério Marinho, do diretor-geral do Departamento Nacional de Obras contra as Secas (Dnocs), Fernando Leão, e de representantes políticos da Paraíba e do Rio Grande do Norte, dentre os quais a senadora Nilda Gondim (MDB-PB). Ela agradeceu o apoio do ministro à concretização do projeto e ressaltou a importância da obra para o abastecimento hídrico da Paraíba.

Suporte hídrico – A Barragem Engenheiro Ávidos abastece o município de Cajazeiras (localizado a 470 km da Capital João Pessoa) e o distrito de Engenheiro Ávidos. O reservatório beneficia 61,4 mil pessoas, e sua modernização vai oferecer suporte hídrico ao açude São Gonçalo, permitindo o uso da água para irrigação e o controle das cheias do Rio Piranhas. Com a conclusão do projeto, conforme o MDR, as águas do Eixo Norte da Transposição poderão chegar em grandes volumes à Paraíba e seguirão pelo leito do Rio Piranhas-Açu até o Reservatório Armando Ribeiro Gonçalves, no Rio Grande do Norte.

Classificando a recuperação e modernização da barragem como um projeto de extrema relevância para o Nordeste setentrional, o ministro Rogério Marinho lembrou que o último Estado do Nordeste setentrional a receber as águas do Rio São Francisco será o Rio Grande do Norte e disse esperar que isso ocorra até o fim deste ano.

Projeto São Francisco – O Projeto de Integração do Rio São Francisco soma 477 quilômetros de extensão e corresponde ao maior empreendimento hídrico do Brasil. Segundo o MDR, quando todas as estruturas e sistemas complementares nos Estados estiverem em operação, cerca de 12 milhões de pessoas serão beneficiadas em 390 municípios de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte. Os investimentos da União na execução do projeto, também conforme o MDR, já alcançaram a cifra de R$ 12 bilhões.

O Eixo Leste da transposição de águas do São Francisco soma 217 quilômetros de extensão; está em funcionamento desde o ano de 2017, e abastece 1,4 milhão de pessoas em 46 cidades pernambucanas e paraibanas. O Eixo Norte, por sua vez, soma 260 quilômetros de extensão. Segundo o governo, todas as estruturas responsáveis pela passagem de água até o Reservatório Caiçara, na Paraíba, estão concluídas, restando apenas oito quilômetros de canais até o reservatório Engenheiro Ávidos e serviços complementares que não comprometem a pré-operação. O total de execução física do trecho é de 97,84%.