Mais de 90% dos aprovados na primeira fase do concurso da Polícia Civil da Paraíba são reprovados nos exames médicos e candidatos questionam critérios

Divulgação dos resultados dos exames médicos dos candidatos vem repercutido e causando revolta entre os candidatos.

A divulgação oficial dos resultados dos exames médicos dos candidatos aprovados na primeira fase do concurso da Polícia Civil da Paraíba vem repercutido e causando revolta entre os candidatos. 

Mais de 90% dos que foram aprovados na primeira fase do concurso foram  considerados inaptos para a contratação com base nos seus exames médicos. Nas vagas de ampla concorrência, 86% dos candidatos foram reprovados, enquanto entre os candidatos as vagas destinadas a pessoas com deficiência esse percentual chega a 95%. 

Os candidatos reprovados reclamam ainda que o prazo para recurso acaba na próxima quinta-feira (9), mas o prazo seria insuficiente para realizar todos os exames que são solicitados.

Ao todo, o Concurso da Polícia Civil da Paraíba ofereceu 1.400 vagas, distribuídas em cargos de níveis médio e superior, com os salários variando de R$ 3.726,73 a R$ 12.769,801. Com esse percentual de reprovação, sobraria grande parte das vagas em algumas funções. 

A organização do certame é feita pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe). Com 95.442 inscrições homologadas, o cargo mais concorrido foi o de perito oficial odonto-legal, de área geral, com mais de 201 inscrições para uma vaga.

Fonte: ClickPB