Lula se desculpa por frase infeliz, usada de forma maliciosa pela mídia

 

 

Atacado por supostamente ter celebrado a pandemia de Covid-19, Lula se desculpou e esclareceu sua intenção foi dizer que precisou surgir uma nova doença para que a humanidade começasse a enxergar o desastre neoliberal e o papel do Estado.

 O ex-presidente Lula se desculpou nesta quarta-feira (20), em entrevista à Rede Brasil Atual, sobre uma fala que foi distorcida pela imprensa hegemônica brasileira durante conversa com o  jornalista Mino Carta, editor da Carta Capital.

Lula esclareceu que quis dizer que precisou surgir uma nova doença para que a humanidade começasse a enxergar o desastre neoliberal. “Usei uma frase totalmente infeliz. E a palavra desculpa foi feita pra gente usar com muita humildade. Se algum dos 200 milhões de brasileiros ficou ofendido, peço desculpas. Sei o sofrimento que causa a pandemia, a dor de ter os parentes enterrados sem poder acompanhar”, disse Lula à RBA.

 

 

Usei uma frase totalmente infeliz. E a palavra desculpa foi feita pra gente usar com muita humildade. Se algum dos 200 milhões de brasileiros ficou ofendido, peço desculpas. Sei o sofrimento que causa a pandemia, a dor de ter os parentes enterrados sem poder acompanhar.

Informações e privacidade no Twitter Ads
Em entrevista a Mino Carta, Lula disse que “ainda bem que a natureza, contra a vontade da humanidade, criou esse monstro chamado coronavírus, porque esse monstro está permitindo que os cegos enxerguem que apenas o estado pode dar solução a determinadas crises”.

A mídia e opositores ao ex-presidente logo passaram a disseminar a ideia de que Lula comemorou o vírus como se celebrasse as milhares de mortes que estão ocorrendo no Brasil. Para o jornalista Leonardo Attuch, editor do 247, o ataque da mídia corporativa a Lula mostra que ela se tornou linha auxiliar do gabinete do ódio.