João Pessoa investe R$ 5 milhões em projetos de mobilidade urbana e intervenções que melhoram segurança viária

Destaque para investimentos em vias de grande fluxo de veículos, terminais de transporte coletivo, além da ampliação de sistemas de videomonitoramento de trânsito.

A Prefeitura de João Pessoa, por meio da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-JP), investiu no primeiro semestre deste ano aproximadamente R$ 5 milhões com recursos próprios em ações e projetos para melhorias na mobilidade urbana da cidade. Destaque para investimentos em vias de grande fluxo de veículos, terminais de transporte coletivo, além da ampliação de sistemas de videomonitoramento de trânsito. As intervenções realizadas têm melhorado o dia a dia da população, sejam pedestres ou condutores de veículos.

Toda a cidade foi beneficiada, porém 11 bairros tiveram resultados diretos com as intervenções realizadas nos últimos seis meses. As principais ações se centralizaram nos bairros de Água Fria, José Américo, Cabo Branco, Tambaú, Manaíra, Bessa, Jaguaribe, Pedro Gondim, Ernesto Geisel, Mangabeira, e Valentina Figueiredo.

Somente as obras de modernização e qualificação no Terminal de Transporte Coletivo do Valentina Figueiredo, contam com investimentos na ordem de R$ 3,5 milhões. Já as intervenções na avenida Hilton Souto Maior, no José Américo, somaram R$ 500 mil. Na extensão da via foram instalados novos semáforos, construídas rotatórias, sinalização vertical e horizontal, alteradas rotas de transito e melhorias no trafego de veículos. Mais R$ 230 mil foram aplicados na construção da rotatória do Geisel.

“Intervenções que visam à redução de congestionamentos no transito, registrados em horários de pico, redução do tempo de viagem dos transportes coletivos e segurança no trânsito para todos, motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres”, ressalta George Morais, superintendente da Semob-JP.

A moradora do José Américo, Ieda Dantas, aprovou as mudanças na Hilton Souto Maior. “Facilitou a fluidez do trânsito para os Bancários, Mangabeira e Valentina”. Para ela, as mudanças beneficiam também o pedestre. “A instalação do semáforo (no cruzamento com a rua Agostinho Fonseca Neto) facilitou a travessia com segurança”.
Para o motorista Ordiley Santos, as mudanças na via reduziram os constantes congestionamentos verificados diariamente na avenida. “´Nós precisamos ainda de outras melhorias, mas a Prefeitura está no caminho certo”.

Em Mangabeira as mudanças também foram bem aceitas. Andreia Carla aprovou a instalação do semáforo no cruzamento das avenidas Francisco Tavares de Oliveira com a Coronel Bevenuto Gonçalves da Costa. Ela, que auxilia o pai no comércio de frutas no cruzamento, já presenciou acidentes de trânsito no local. “Muito bom, principalmente para os pedestres que agora têm mais segurança para atravessarem a rua”.  

Monitoramento

O sistema de monitoramento também conta com investimentos. Recentemente 14 câmeras foram adquiridas e instaladas em pontos que registram fluxo intenso de veículos na Capital. A Semob agora conta com 85 unidades, controladas pelo Centro Operacional de Trânsito e Transporte (COTT). Além das ações da Semob, o conteúdo das câmeras também auxilia em intervenções da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), Defesa Civil, Guarda Civil Metropolitana, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Samu e Polícia Rodoviária Federal (PRF).  

“Nossas ações resultaram em melhorias no tráfego de veículos, como maior fluidez, mais organização e mais segurança viária. Para o pedestre houve melhoria das calçadas, com a padronização, acessibilidade, ampliação das áreas de convivência no Bessa, Jaguaribe e PB-008, além de espaços para caminhada e ciclismo”, ressalta George Morais.

Segundo o superintendente da Semob-JP, a implementação dessas mudanças exige estudos e planejamento contínuos. “São necessários estudos técnicos de engenharia, projetos arquitetônicos, contagem de veículos, simulações de fluxos de trânsito com utilização de drones e ampliação do videomonitoramento, além de trabalho conjunto com outras secretarias municipais e órgãos estaduais como DER e Detran”.

Parcerias

Neste primeiro semestre, a Semob-JP firmou convênio com o Departamento de Estradas e Rodagens (DER), ampliando sua capacidade de fiscalização e monitoramento. Outra parceria está encaminhada com o Detran para compartilhamento de competências e segurança viária. “Essa parceria com o Estado resultou na elaboração de projetos de mobilidade a exemplo do Parque das Três Ruas, nos Bancários e em intervenções nas BRs 230 e 101”.

Já no âmbito municipal, estão sendo realizadas reuniões semanais com as Secretarias de Planejamento (Seplan) e Infraestrutura (Seinfra). O objetivo é melhorar o planejamento e o trabalho integrado que envolve ações das três ou mais secretarias do município.

Cidadania

Para o superintendente, as intervenções na cidade mexem com o cotidiano de boa parte da população, por essa razão é importante ouvir também as reivindicações da população. Várias ações tiveram essa motivação, como a instalação de semáforos em cruzamentos considerados perigosos, lombadas redutoras de velocidade, revitalização da sinalização horizontal e vertical, mudanças de fluxo/sentido de ruas. Mudanças que podem ser vistas nos bairros da Torre, Manaíra, José Américo e nas ladeiras que ligam os bairros do Cabo Branco e Altiplano.

Outra demanda vinda da população foi a rotatória do Geisel e o circuito de ciclismo da PB-008, que resultou em 7,2 quilômetros de extensão para a rota de ciclistas (somando ida e volta), entregue a população no aniversário da cidade, no último dia 5 de agosto.

Fonte: ClickPB