Investigação da morte do adolescente após vacina em João Pessoa segue sem conclusão e diagnóstico depende do laudo da Fiocruz, diz secretário de saúde

De acordo com o secretário de Saúde, Geraldo Medeiros, em entrevista ao programa Arapuan Verdade, nesta segunda-feira (1), é necessário aguardar a conclusão da análise que está acontecendo no laboratório da Fiocruz.

A morte do adolescente de 15 anos após receber a primeira dose da Pfizer contra a Covid-19 em João Pessoa segue sob investigação. Um exame preliminar feito pela Secretaria de Saúde da Paraíba descartou a relação com o imunizante. 

De acordo com o secretário de Saúde, Geraldo Medeiros, em entrevista ao programa Arapuan Verdade, nesta segunda-feira (1), é necessário aguardar a conclusão da análise que está acontecendo no laboratório da Fiocruz.

“O exame preliminar mostrou que não havia relação causal com o ato da vacinação. Mas nós precisamos ter um diagnostico definitivo da Fiocruz para podermos ter uma opinião final. As amostras foram enviadas para o laboratório e estamos aguardando o resultado”, explicou o gestor.

Como acompanhou o ClickPB, para o médico infectologista e diretor do Hospital Clementino Fraga, Fernando Chagas, é necessário ter cautela com o caso e aguardar o estudo final para que se possa dar uma resposta. 

“Precisamos esperar a conclusão do resultado para saber se existe uma relação direta entre essa perda e a vacinação. Tivemos um caso parecido, no início de setembro, e com o tempo e a investigação chegou-se à conclusão de que não tem ligação. São várias pessoas sendo vacinadas ao mesmo tempo, então pode se coincidir uma situação grave de internação com o período de internação e necessariamente uma coisa não está ligada a outra”, destacou.

A mãe do adolescente disse que houve negligência com a situação do jovem. “Ele tomou a vacina no dia 8 e no dia 9 começou a sentir dor de cabeça. Quando ele começou a piorar levei ele para o Hospital do Valentina, mas disseram que era reação da vacina, medicaram e mandaram a gente voltar para casa. Na terceira vez que eu fui, ele fez os exames, e deu tudo normal. Fui para Upa dos Bancários e mandaram a gente voltar para casa de novo. No sábado, voltei para o Arlinda Marques e foi quando ele ficou internado”, disse ao programa.

Fonte: ClickPB