Hospital de Clínicas leva musicoterapia a pacientes em tratamento da Covid-19

A música tem sido mais uma aliada ao tratamento de muitos pacientes com Covid-19 no Hospital de Clínicas, em Campina Grande.

A proposta faz parte do trabalho de humanização, oferecido também aos colaboradores que atuam na linha de frente no HC. A cada plantão, um técnico de enfermagem do hospital reserva alguns minutos para cantar músicas e louvores aos pacientes.

Netto Lemos, de 37 anos, trabalha na equipe multidisciplinar do hospital desde a inauguração e tem sido um dos portadores da alegria e esperança nesse momento em que o paciente está em isolamento social.

“ Essa ideia começou como quem não quer nada. Eu já cantei na igreja e agora trabalhando no HC, junto com a colega Luana, que faz as gravações, comecei a cantar para os pacientes de uma UTI e depois disseminamos por todo o hospital”, contou.

Com uma letra que fala de fé e cuidado, recentemente o profissional surpreendeu uma paciente de 60 anos que está na unidade em tratamento da doença.

“Nesse dia o plantão estava mais tranquilo e resolvi cantar para a paciente. Nem esperava que fosse gravado, nem a reação. Nos emocionamos. Na maioria das vezes me seguro para não chorar”, revelou.

A musicoterapia, como é chamado o uso da música no processo terapêutico, auxilia no tratamento dos pacientes, além de proporcionar um momento de lazer e conforto emocional.

De acordo com o diretor-geral do Hospital de Clínicas, Dr Jhony Bezerra, a proposta tem um importante papel no tratamento da Covid-19. “ Nós temos uma grande preocupação em tornar o tratamento mais acolhedor ao paciente e a música possui um importante papel, pois ajuda a diminuir medos e ansiedades”, explica.

O diretor técnico da unidade, Dr Thyago Morais, ainda destaca o benefício da música para os profissionais. “Além da alegria em proporcionar momentos de conforto aos pacientes, os profissionais de saúde também são capazes de melhorar o humor e diminuir o estresse”, salientou