Em 30 dias, Campina Grande vai reavaliar cenário após liberação de uso de máscaras em ambientes abertos e poderá flexibilizar em locais fechados

Ainda nesses 30 dias, o secretário de Saúde informou que fará uma busca ativa na cidade tanto em vacinação quanto em testagem da população, mesmo em quem já está vacinado.

O decreto, que libera o uso de máscaras em ambientes abertos no município de Campina Grande, no Agreste paraibano, deve ser publicado nesta quinta-feira (10) ou mais tardar até amanhã (11). Em entrevista ao ClickPB, o secretário de Saúde Gilney Porto informou que, nos próximos 30 dias, a pasta irá reavaliar como ficou o cenário epidemiológico diante dessa medida e, dependendo, poderá flexibilizar também em locais fechados. 

Segundo Gilney Porto, que além de secretário é médico, a cidade de Campina Grande tem avançado na vacinação, atingindo percentuais acima de 97% para quem tomou a primeira dose e acima de 90% com o ciclo de vacinação completo (as duas doses ou dose única). Além disso, o público infantil também tem ficado com mais de 70% de vacinação com pelo menos a primeira dose, o que garante um ‘conforto’ para retirar algumas medidas restritivas. 

Entre fevereiro e início de de março as medidas foram mais restritivas diante dos casos, mas de acordo com ele, houve uma redução de casos confirmados nos últimos dias. “Ontem tivemos apenas três casos confirmados de Covid e a gente vê que a taxa de transmissão do vírus menor que 0,5. Então são números que nos dá tranquilidade, passando para o prefeito Bruno Cunha Lima e para o procurador para emitir o decreto para flexibilizar o uso de máscaras. Tirar a obrigação nos ambientes abertos e nos próximos 30 dias fazer essa reavaliação. Se houver um aumento do número de casos a gente pode retrocede como também avançar para retirar as máscaras em ambientes fechados”, disse, em entrevista ao ClickPB.

Ainda nesses 30 dias, o secretário de Saúde informou que fará uma busca ativa na cidade tanto em vacinação quanto em testagem da população, mesmo em quem já está vacinado. A ideia é avaliar como está a circulação do vírus da Covid-19. Também serão disponibilizados outros tipos de testagens para a população. 

“A gente vai montar em pontos estratégicos da cidade, que tem grande passagem de público, tipo a Praça da Bandeira, Parque da Criança, Açude Velho, procurar pessoas, que porventura estejam com sintomas respiratórios, fazer testagem, também testar pessoas assintomáticas e também oferecer outros tipos de testes hepatite, HIV, sífilis, testagem rápida esclarecimentos para a população. Nos próximos 30 dias a gente vai avaliar se existe uma circulação viral mesmo nas pessoas que estejam vacinadas”, ressaltou.

Fonte: ClickPB