Com quantidade de vacinas disponíveis, tendência é exigência de ‘passaporte vacinal’ e medidas restritivas contra não vacinados na Paraíba, diz secretário

Até o momento 67,94% do total da população paraibana tomou a primeira dose.

Com o aumento de quantidade de vacinas contra Covid-19 disponíveis, a tendência é a exigência de ‘passaporte vacinal’ e adoção de medidas restritivas contra não vacinados na Paraíba. A constatação é do secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros. Até o momento 67,94% do total da população paraibana tomou a primeira dose. 

“A tendência, com a disponibilidade de vacinas em quantidade adequada, é que o passaporte vacinal e algumas medidas de restrições, a quem não quer se vacinar, ocorram”, disse Geraldo Medeiros, em conversa com o ClickPB, nesta segunda-feira (04). O passaporte vacinal é um dos assuntos em debate, na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) e que deve retornar a pauta, pela terceira vez, amanhã, em sessão ordinária. 

Conforme o sistema de informações SI-PNI, 2.757.810 pessoas foram vacinadas com a primeira dose e 1.454.699 completaram os esquemas vacinais, sendo que 1.391.916 tomaram as duas doses e 62.783 receberam a dose única (Jonhson&Jonhson). Em relação ao reforço, já foram aplicadas 1.278 em pessoas com alto grau de imunossupressão e 17.034 doses na população com idade a partir de 70 anos. 

Fonte: ClickPB