Aulas presenciais devem retornar em setembro em Campina Grande; prefeito assinou decreto específico para educação

O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima assinou, na noite dessa sexta-feira (2), o decreto nº. 594/2021, exclusivo para o setor educacional, que define regras para o retorno das aulas presenciais no município, que devem voltar à normalidade em setembro.

O prefeito mantém, por enquanto, o ensino nas escolas e creches da rede pública municipal de maneira remota e estabeleceu o retorno dos professores e das equipes técnicas para as unidades 29 dias após a finalização do ciclo de imunização contra a covid-19.

A projeção para o retorno à normalidade das aulas, no caso, é para setembro deste ano.

As primeiras doses da vacina Astrazeneca para as categorias da Educação do Município foram aplicadas nos primeiros dias de junho passado. A segunda dose deverá ser aplicada, portanto, em agosto.

Entre os dias 3 de e 16 de julho de 2021, somente as escolas e instituições privadas de ensino infantil, fundamental I (séries iniciais) e fundamental II (séries finais) poderão funcionar em sistema híbrido ou por meio remoto, conforme a escolha dos pais e responsáveis.

Avaliações presenciais

Outra novidade no decreto do prefeito Bruno Cunha Lima para o setor educacional diz respeito ao ensino superior.
Segundo o texto, ficam autorizadas as aulas práticas, avaliações e os estágios supervisionados presenciais para alunos dos cursos de nível superior, observando todas as normas de distanciamento social, o uso de máscaras e demais normas sanitárias vigentes.

Para este setor, as atividades ficam restritas ao percentual máximo de 30% da capacidade dos ambientes utilizados.

Fonte: ClickPB