‘Anonymous Paraíba” vaza dados de pessoas ligadas à Prefeitura de Puxinanã e diz que possui arquivos que comprovam fraudes

O grupo não pediu dinheiro pelos dados e não declarou que se trata de um sequestro, como tem sido bastante comum recentemente em golpes dados por hackers.

Um grupo intitulado como “Anonymous Paraíba” vazou dados pessoais de pessoas ligadas à Prefeitura de Puxinanã, no Agreste do Estado, na manhã desta quinta-feira (31). Através de uma postagem publicizada no Facebook, o grupo fez várias acusações contra o prefeito da cidade, Felipe Gurgel Coutinho, e declarou que possui “mais de 3GB de arquivos que comprovam transações maliciosas em ano eleitoral”.

Ainda no texto, conforme conferido pelo ClickPB, o grupo, que se considera como uma célula do Anonymous, “declarou guerra” à Prefeitura de Puxinanã e seus aliados. O grupo não pediu dinheiro pelos dados e não declarou que se trata de um sequestro, como tem sido bastante comum recentemente em golpes dados por hackers.

Não é a primeira vez que a Prefeitura de Puxinanã é alvo de ataques deste grupo hacker. De acordo com o grupo intitulado “Anonymous Paraíba”, há mais de três anos estão fazendo alertas “sobre o descaso nesse município”. “Hoje, viemos expor todos os dados do Prefeito de Puxinanã e dessa corja que ele formou, além de fazer Compra de Voto”, diz o texto.

A denúncia que o grupo faz é direcionada a quem administra o Portal da Prefeitura de Puxinanã. Eles deixam claro que “estamos em mãos com mais de 3GB de arquivos que comprovam transações maliciosas em ano eleitoral, inclusive o produto midiático foi pago com dinheiro da população que foi totalmente desviado para a campanha do atual prefeito de Puxinanã. Também temos dados do superusuário do site da Prefeitura de Puxinanã que estamos até pensando em divulgar para a imprensa”. No entanto, o grupo não explica qual a relação do site institucional da Prefeitura com os dados citados.

Até o momento, não há confirmação de que se trata realmente de um grupo hacker e certeza sobre a veracidade das alegações feitas. O ClickPB tentou entrar em contato com o prefeito e com a prefeitura, mas as ligações não foram completadas ou atendidas. O ClickPB disponibiliza o endereço redacao@clickpb.com.br para receber posicionamento da Prefeitura de Puxinanã.

Fonte: ClickPB